Páginas

sexta-feira, 25 de julho de 2014

[Guilty Pleasures] Saved by the Bell

Cá estou novamente! Eu sempre prometo que vou aumentar a frequência de posts e nunca cumpro com a minha promessa. Tive muitas coisas importantes pra fazer nos últimos dias, inclusive arrumar a minha coleção de quadrinhos, o que me impediu de aparecer por aqui :) 

Pra começar, gostaria de agradecer pelas visitas! Muita gente passou por aqui por conta do texto que escrevi sobre a Copa do Mundo e eu sou muito grata a todos que leram, divulgaram, concordaram e discordaram de alguns ou vários pontos (como me disseram no facebook e twitter). 

E vamos para mais um guilty pleasure!


Conhecido no Brasil como Uma Galera do Barulho (título altamente criativo e com o selo "narrador da sessão da tarde" de aprovação), a série foi transmitida no Brasil pela sensacional emissora de Silvio Santos, o SBT, no início da década de 1990. Zack Morris, o protagonista, foi um dos meus heróis de infância. Pois é. 

Bem, creio que a série dispensa apresentações. Não exatamente por ser boa (hey, pra mim era excelente! Um marco da minha infância), mas porque basta dar uma olhada na abertura que você se dá conta de que se tratava essa sitcom. Era mais uma dessas séries protagonizadas por adolescentes que não gostam de estudar, aprontam todas na escola, com muitas risadas ao fundo, personagens sem grande profundidade e poucos conflitos. Era um seriado cômico (muito melhor do que iCarly e outras porcarias similares da Nickelodeon), com alguns raros momentos mais sérios. Na verdade, quando Saved by the Bell tentava ser séria, ela ficava um tanto constrangedora. Digitem Saved by the Bell I'm so excited no youtube para descobrirem do que estou falando. E, sim, a intérprete de Jessie Spano é aquela mesma que atuou em Showgirls do Paul Verhoeven (também conhecido como o filme que arruinou sua carreira), ilustre vencedor do Framboesa de Ouro.

Sim, marcou época!

Nenhum comentário:

Postar um comentário