Páginas

quinta-feira, 30 de junho de 2016

[Quotes] O Último Reino (Série Crônicas Saxônicas)


O Último Reino (The Last Kingdom, no original, em inglês) é o primeiro volume da consagrada série literária As Crônicas Saxônicas, escrita por Bernard Cornwell, lançado no Brasil pela editora Record e traduzido por Alves Calado. O livro, em suas 364 páginas, retrata a Grã-Bretanha durante o período que compreende os séculos IX e X e o nascimento da Inglaterra como nação. A série de televisão, baseada no romance, estreou em 10 de outubro de 2015, transmitida pela BBC America dos Estados Unidos e BBC Two do Reino Unido.

O quote abaixo é do último capítulo, mas não apresenta spoilers.

sábado, 25 de junho de 2016

[Tag] Confissões de um bibliófilo

Hoje, vamos de tag! :)

1. Qual é o gênero de literatura que você se mantém longe?

Romance de banca e a evolução do gênero cujos maiores expoentes são Nora Roberts, Nicholas Sparks e Meg Cabot. Não gosto de nada meloso e nem de histórias de amor irreais demais. São tramas muito idealizadas, com personagens idealizados. Muita quimera para o meu gosto. Também não gosto de nada dessa literatura atual pseudo-erótica, com essa pegada de romance de banca, o que é chamado pela internet afora de livros hot, como esses genéricos de Cinquenta Tons de Cinza e Toda Sua. Já não gosto nada dos originais, imagina dos genéricos? Não é por questões morais (vejam, eu adoro Henry Miller), mas acho mal escritos mesmo e muito distante da realidade do que são, de fato, o amor e o sexo.

domingo, 19 de junho de 2016

[Playlist + Personagem] As favoritas do Quicksilver de X-Men


Essa nova seção é mais uma das ideias loucas que invadiu minha mente em uma madrugada insone. Inspirada pelas cenas emblemáticas do personagem Mercúrio (Quicksilver no original, em inglês), interpretado pelo ator Evan Peters em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido e no recente X-Men: Apocalypse, decidi dar início a uma série de posts apresentando as músicas prediletas dos meus personagens favoritos da ficção. 

Vai funcionar da seguinte maneira: analisando o perfil psicológico dos personagens, seus costumes, hábitos, hobbies e quotes em séries e filmes, eu vou tentar montar playlists contendo aquelas que poderiam ser suas músicas prediletas, mas que o cânone [ainda] não comprovou. Como o nosso gosto musical diz muito sobre nossas personalidades, vou me basear exatamente nisso para criar as tais playlists. Sei que o negócio vai parecer um tanto quanto fanfiction, porque predileções musicais de personagens raramente são discutidas na dramaturgia (ora, qual é? música é importante na vida de todos, esse tópico deveria ser mais abordado). Todavia aquele que inaugura nossa seção já deixou bem claro que curte Jim Croce e Eurythmics, como pudemos conferir nos filmes.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

[Espaço criativo] Decorações inspiradas em histórias em quadrinhos


Passeando pelo instagram e por alguns blogs de decoração, percebi que decorações inspiradas ou que aludem a histórias em quadrinhos são tendência. Para falar bem a verdade, HQs estão na moda. Se você não escolheu um lado durante a divulgação de Civil War (#TeamCap ou #TeamIronMan), certamente se sentiu um tanto quanto excluído da sociedade, isto é, das redes sociais.

Bem diferente de alguns anos atrás, quando me encaravam de maneira estranha nos sebos e livrarias por estar comprando quadrinhos ou quando viam as fotos da minha coleção de HQs e me perguntavam se era presente para o sobrinho ¬¬

Aparentemente, até bem pouco tempo atrás, gostar de histórias em quadrinhos ou era coisa de moleque ou coisa de criança. O fato de ser menina e já estar bem grandinha, significavam que eu não poderia ficar perdendo tempo e dinheiro com HQs, algo que não me levaria a nada... Bem, o meu artigo sobre Adaptações de Histórias em Quadrinhos para o Cinema e vários dos meus textos sobre a nona arte publicados nos meus blogs me abriram as portas para alguns freelas por aí afora que me salvaram financeiramente na segunda metade de diversos meses. Pra mim, falar de quadrinhos é algo tão natural quanto é, para a maioria dos brasileiros, falar mal do governo. Ou de futebol. 

Mas eu já falei sobre minha relação com os quadrinhos em outra ocasião. Hoje eu quero falar sobre decoração e quadrinhos. Que sirva de inspiração para quem, assim como eu, tem vontade de decorar o quarto com itens que remetem às HQs, aderindo a uma estética por-art: