Páginas

quinta-feira, 14 de julho de 2016

[Escritora de quinta] Dando um jeito na bagunça


Somos um bando de procrastinadores irremediáveis. Uma geração que não acredita em estabilidade, que pula de uma faculdade para outra, ou se forma, mas deixa o diploma de lado para se aventurar por outra área, que detesta rotina e, portanto, não aguenta permanecer muito tempo em um mesmo emprego, quer e exige novidades, anseia por novas experiências, por inovações e experimentações, nunca está satisfeita. Porém, diante da crise financeira, da deterioração do mercado de trabalho, das expectativas desanimadoras, e do fato de sermos imediatistas, constantemente nos frustramos e adiamos sonhos, deixamos para lá, procrastinamos - nem tanto pela preguiça, mas pela falta de motivação diante de um cenário desalentador. Ora, se o futuro não me parece muito promissor, por que me preocupar em tocar um projeto agora? Em fazer algo interessante neste momento? Deixa pra depois...

Dar um jeito na nossa bagunça interna é bem complicado. E foi tentando dar um jeito na bagunça do meu quarto que parei para colocar as coisas em perspectiva e analisá-las. Organização e empenho eram o que me faltava para arrumar meu quarto. E, frequentemente, é o que falta para arrumar a vida.

Essa introdução, contudo, não faz diferença. É só um capricho de autora, a mania de florear um texto, começar de um jeito e terminar de outro... Pois, na verdade, esse post tem a intenção de oferecer dicas de como faxinar o quarto.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

[Fashionismo nerd] Karen Page


Se você é fã de uma boa adaptação de quadrinhos, certamente já conferiu a produção da Netflix Marvel's Daredevil baseada nas páginas do herói homônimo da Marvel Comics, conhecido por estas bandas como Demolidor. Nota-se de longe que a principal referência para a composição do personagem e de sua trama na telinha é a obra de Frank Miller. A série se destaca como um dos melhores produtos derivados de quadrinhos até agora. Sobre a produção em si, eu já falei lá no Bloggallerya. Neste post eu destaco o estilo da personagem Karen Page. Uma das figuras mais bem construídas da série, a assistente jurídica mostra força, coragem e determinação, mesmo não possuindo os sentidos super aguçados de Matt Murdock ou sendo perita em combate como a Elektra. Ela é mais cerebral e sempre segue as pistas certas, confiando em seu sexto sentido.

Além de ganhar um dos melhores textos da segunda temporada de Demolidor (ao lado de Foggy Nelson), a personagem interpretada pela atriz americana Deborah Ann Woll, também tem um dos melhores guarda-roupas.

domingo, 3 de julho de 2016

[Screencap] O Hotel de Um Milhão de Dólares

Dirigido pelo cineasta alemão Wim Wenders, o belo O Hotel de Um Milhão de Dólares, longa de 2000, é centrado na misteriosa morte do filho de um bilionário que teria, supostamente, se jogado do alto do decadente hotel no qual residia. Um detetive é contratado para investigar se sua morte se trata realmente de suicídio ou de assassinato. Ao chegar ao Hotel de Um Milhão de Dólares do título - um projeto de hotel abandonado - se depara com as mais estranhas figuras. Todos os hóspedes, em sua maioria doentes mentais e dependentes químicos, são suspeitos. Cabe ao agente federal Skinner descobrir o que, de fato, aconteceu naquele excêntrico hotel. O filme é baseado em argumento de Bono Vox, o líder da banda irlandesa U2, que também assina a inspiradíssima trilha sonora. Inclusive, Bono faz um cameo em uma das cenas.

Dotado de poesia na composição dos frames, pródigo de belas imagens, foi bastante difícil escolher quais ilustrariam este post. Mas optei por um dos fotogramas iniciais e outro do final do filme.