Páginas

domingo, 15 de novembro de 2015

[78 rotações] Kid Abelha

Olá! Depois de um pequeno hiatus devido a viagens, preguiça e a extrema necessidade de ficar em dia com todas as séries que assisto, estou de volta ao Sonhos Empoeirados e, desta vez, para falar um pouco sobre uma das minhas bandas nacionais favoritas: Kid Abelha.


Acredito que todos tem uma ou mais músicas do Kid Abelha que serviram de trilha sonora para algum momento marcante da vida. E uma ou mais músicas do Lulu Santos também, mas falo disso em outro post. 

Conhecida primeiramente como Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, a banda foi uma das mais influentes do pop rock nacional da década de 1980, tendo iniciado suas atividades no ano de 1983. Em sua formação inicial, o grupo contava com o intérprete e compositor Leoni, um dos fundadores do Kid, que acabou deixando a banda em 1986 devido às constantes divergências com a vocalista Paula Toller. Ambos se conheceram em 1981 e começaram a namorar. Não demorou muito para que levassem a parceria aos estúdios e ao palco e, assim, surgisse o Kid Abelha que também contava com George Israel (saxofone) e Bruno Fortunato (guitarra). Leoni, por sua vez, atuava como o baixista da banda. O namoro entre ele e Paula acabou mal e os vários desentendimentos culminaram em sua saída da banda. Antes disso, porém, ele foi o responsável por alguns dos hits mais memoráveis do grupo como Pìntura Íntima, Por Que Não Eu?, Como Eu Quero, Educação Sentimental, Lágrimas e Chuva, dentre outras. 

Mesmo com a saída de Leoni, o Kid Abelha continuou fazendo um estrondoso sucesso e adentrou os anos 1990 com a mesma energia da década anterior. Eu Tive Um Sonho, Te Amo Pra SempreGrand' Hotel e a regravação de Na Rua, na Chuva, na Fazenda (composta por Hyldon) foram executadas à exaustão nas principais estações de rádio do país e os videoclipes das respectivas canções veiculados incessantemente na programação da MTV, tendo sido indicados em diversas edições do VMB - Video Music Brasil, a premiação musical da emissora.



Falando em MTV, eles foram convidados em 2002, para se desplugarem, isto é, tocarem seus maiores sucessos em versão acústica no bem-sucedido projeto Acústico MTV. Contendo os maiores clássicos da banda, além de algumas faixas inéditas e regravações, o álbum foi um êxito de vendas além de ser indicado ao Grammy Latino em 2003. Suas gloriosas canções em versão acústica voltaram a figurar nas paradas de sucesso e a banda provou porque possui um lugar de destaque no imaginário popular. As letras e melodias deliciosas e inesquecíveis representam uma parte fundamental da nossa música. 

O Kid Abelha permaneceu com a mesma formação (pós-saída de Leoni) até o encerramento de suas atividades neste ano de 2015. Abaixo, eu selecionei algumas das minhas músicas favoritas do grupo e que, com certeza, marcaram inúmeros momentos da vida de muita gente. Inclusive desta que vos escreve. 

Delicie-se!


Só para constar: a minha música é Grand' Hotel ;)

3 comentários:

  1. Gosto dessa banda também. Tem uma pegada bem boa. Confesso que preciso conhecer mais músicas deles.

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Maravilha Andrizy, Kid Abelha para sempre !!! O Pop Nacional define-se antes e depois do surgimento da Banda Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, tenho tudo deles ( pelo menos tento ter....rsrsrs ), minha Banda da Vida e Coração, tive a chance de conhece-los pessoalmente, sonho realizado.............

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Estava organizando minha agenda da #CCXP este ano e lembrei do seu comentário em meu post sobre Comic Cons. Resolvi passar aqui para perguntar: vc conseguiu se organizar para ir este ano?

    Te vejo lá,
    Bjs
    http://porfalarnisso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir