Páginas

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

[Nostalgia] Doug

Postando este texto com um pouco de atraso, uma vez que ele foi originalmente pensado para a comemoração do Dia da Criança, em 12 de outubro. Contudo, este é o mês da criança, então continua valendo ;)


Eu parava tudo o que estava fazendo para sentar no sofá (ou no chão mesmo, sobre o tapete, o que era mais frequente) em frente à televisão para ver Doug. Fosse na Rede Cultura ou no SBT. Sempre me identifiquei com o personagem-título, com suas inseguranças, neuras, sonhos, imaginação fértil, a obsessão por histórias em quadrinhos e como curtia utilizar sua criatividade em projetos pessoais que significavam demais para ele.

Doug é uma produção original da emissora norte-americana Nickelodeon (cuja programação é inteiramente dedicada ao público infantil) e narra as aventuras e desventuras de um garoto de 12 anos que não é especialmente brilhante ou popular, mas também não é um zero à esquerda total. Ele é um menino comum que costuma relatar em páginas de um diário o seu cotidiano na fictícia cidade de Bluffington ao lado de sua excêntrica família e amigos. Doug Funnie é fã de personagens que aludem a James Bond, Indiana Jones e Superman. Mais introspectivo, ele prefere ler HQs a praticar esportes. Também é fã de uma banda de rock, Os Beets. É um amigo leal e faz o possível para ser um filho exemplar, mas volta e meia se envolve em confusões. A série foi ao ar pela primeira vez em 1991.

Seu melhor amigo é Skeeter Valentine, um garoto azul, sempre bem-humorado, que o recebeu de braços abertos em Bluffington e lhe apresentou Os Beets que viria a se tornar a sua banda favorita. Doug mal chega à cidade e já se apaixona à primeira vista por Patti Maionese, uma garota bastante esperta e excelente atleta que é criada apenas pelo pai, tendo perdido a mãe antes de Doug chegar à cidade. A razão de sua morte, no entanto, é desconhecida. Como Doug não é lá um menino de muita sorte, óbvio que sua chegada não é desprovida de algumas confusões e uma pedra em seu sapato surge: Roger Klotz, que se torna seu arquirrival. Junto com sua gangue, Roger se dedica a praticar bullying contra Doug, mas em determinados episódios mostra que é um garoto com alguma sensibilidade, um tanto revoltado devido à ausência do pai e que tem um lado bom, muitas vezes ajudando Doug. 


Dentre outros personagens carismáticos que abrilhantavam a série, estão Judy (a irmã dramática e hipster de Doug), Mr. Dink (o vizinho amalucado, consumista e de bom coração), Beebee Bluff (a garota mais esnobe da escola e filha do homem mais rico da cidade) e, claro, Costelinha (o cachorrinho de estimação de Doug que, na maior parte das vezes, age como humano, só faltando falar).

O sucesso de Doug foi tanto que, em 1996, a Disney comprou os direitos do desenho animado e passou a produzir novos episódios. Repaginada, a série ganhou novos personagens, o figurino dos já existentes também passou por algumas alterações, contudo a essência permaneceu. Mesmo assim, não foi tão bem recebido pelo público que sentiu falta de alguns elementos clássicos da série original da Nick. Disney's Doug dava menos ênfase à imaginação fértil e às constantes viagens de Doug que alucinava por muito pouco, sem falar no diário que passou de fundamental à narrativa a mera figuração.  Alguns episódios também recorriam demais à escatologia. 

De qualquer forma, é um desenho que fez história e marcou a infância de muita gente, inclusive a minha :) Dentre os meus episódios favoritos, destaco Doug Não Sabe Dançar, O Tênis de Doug, Doug Perde o Diário, Doug na Moda, A Caricatura de Doug e Filme de Monstro. Recomendo fazer uma maratona de Doug em um fim de semana frio e chuvoso. Melhor coisa ;) 



*Salut*


2 comentários:

  1. Olá Andrizy!
    Eu adorava Doug, é totalmente minha infância!!!!!
    Lembra do 'Fantástico Mundo de Bobby"? Era outro desenho que eu adorava.
    Que post nostálgico, adorei.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sem palavras para esse desenho! É simplesmente demais.
    Preciso voltar a assistir.

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir