Páginas

sábado, 17 de dezembro de 2016

[Espaço criativo] Decoração com discos de vinil

 

Lá pelos idos dos anos 1990, os velhos vinis foram substituídos pelos CDs. Compactos, práticos e facilmente pirateáveis, a principal diferença entre os CDs e os bolachões é que os primeiros não tinham lado B, então você não precisava se preocupar em "virar o disco na vitrola". E os pequenos CDs também não ficavam tão bonitos na estante. 

Os anos passaram, veio o século XXI e, com ele, a descoberta óbvia: vinis são muito melhores do que CDs.

Discos de vinil são, hoje, itens de colecionador. Se antes, no auge dos compact discs, você podia adquirir LPs dos Beatles, Raul Seixas, Rolling Stones e Pink Floyd por uma bagatela de 50 centavos no sebo mais próximo (afinal, eram velharias sem valor para muita gente), atualmente, tem de desembolsar uma pequena fortuna para ter estes exemplares em sua estante. 

Ninguém mais compra CDs. Mas discos de vinil, sim. Nem que não se tenha onde tocar (os preços das vitrolas variam de R$300, que é o custo daquelas mais simples, até R$1.000 para as mais sofisticadas), nem que seja apenas para postar em seu instagram e ganhar dezenas de likes. Nem que seja só para pagar de vintage

Eu ainda ouço os meus discos em um velho aparelho que está aqui em casa desde meus tenros anos. E isso é ser vintage de verdade: ter um toca discos que sobreviveu às décadas.

Mas, se você não tem mais onde ouvi-los, não está nem aí para coleções, acha que eles estão ocupando espaço na sua estante e, tampouco, pensa em vendê-los, de repente, pode usá-los como itens de decoração. Agora, se você os aprecia demais para isso, mas mesmo assim quer decorar sua casa com bolachões como nos exemplos abaixo, então resta dar uma fuçada na sua coleção e verificar se não há alguns discos de que você não gosta ou que estão riscados demais, ou arriscar dando uma passadinha no sebo e comprando, por um punhado de centavos, LPs de bandas e artistas desconhecidos, de pouco ou nenhum sucesso, que não fariam diferença na sua coleção. Você ainda pode fazer vinis utilizando cartolina, tinta e papel laminado.

Aí é só exercitar a criatividade e imaginação e fazer como os nossos amigos abaixo:

E já que estamos próximos do dia 25 de dezembro, vamos começar com essa lindíssima árvore de natal feita de discos de vinil, cortesia do instagram @thesoundmachine, Melhor perfil que comecei a seguir este ano:


Essa é de uma festa temática anos 1980/1990 que fui no último fim de semana:


Na festa de aniversário de 60 anos da minha mãe, também rolou decoração com LPs:

Todo mundo desfocado na foto, mas a intenção é o que vale

Essas ficaram puro luxo:



Uma ideia bem similar a que minhas irmãs, amigos e eu usamos para o aniversário da minha mãe:


Adorei essa! Extremamente criativa e original:


Para os fãs de Pink Floyd:


O que estávamos falando mesmo sobre vintage?


Acho lindinha essa da menina com os balões que, na verdade, são vinis:


Às vezes, nem é necessário inventar muito. Só a sua coleção de vinis na estante já é o suficiente para corroborar uma decoração bacana:

Essa é do pesquisador Wagner Xavier

De um usuário do HTForum
E essa é a minha e da minha irmã :) atrás do LP dos Talking Heads, dá para
ter um vislumbre da coleção

Nenhum comentário:

Postar um comentário