Páginas

domingo, 29 de dezembro de 2013

[Filme aos domingos] Quatro Casamentos e um Funeral


Um dos melhores exemplares de comédia romântica noventista, com um dos reis do gênero como protagonista: o sempre charmoso, um tanto abobalhado e naturalmente cômico, Hugh Grant. Embora seus trejeitos e maneirismos nos deem a desconcertante impressão de que ele interpreta eternamente o mesmo personagem, não tem como negar que grande parte das comédias românticas em que ele atua são envolventes e deliciosas de se assistir. Quatro Casamentos e um Funeral é a melhor delas.

Grant interpreta Charles, um solteirão convicto que vive a fugir de relacionamentos sérios, mostrando uma total inabilidade de levar compromissos adiante. É durante o casamento de um amigo que ele conhece Carrie (Andie MacDowell), por quem se apaixona perdidamente. A história deles se desenrola por quatro casamentos e um funeral (e se resolve apenas no final), daí o título do filme.

O fato de recorrer a clichês típicos do gênero e o final previsível, não tiram o barato desse pequeno grande filme dirigido por Mike Newell. Recheado de bons diálogos, atuações competentes, trilha sonora precisa e bem pontuada e humor britânico ferino e afiado, Quatro Casamentos e um Funeral é técnica e esteticamente digno de nota. Newell tem um olhar sensível e sua abordagem e visão dos fatos triviais e trágicos do cotidiano, surpreendem pela naturalidade e delicadeza com que são narrados, bem como pelo charme e elegância com que são filmados. As interpretações dos atores e a beleza das locações são valorizadas pelos planos e enquadramentos acertados; a trama é valorizada pelo ritmo em que é conduzida e pela montagem simples, porém, inspirada, que jamais negligencia nenhum dos cinco eventos fundamentais à composição da narrativa e que transmitem o verdadeiro sentido do longa. Aliás, o funeral é, de certa forma, decisivo para Charles.

O roteiro é assinado por Richard Curtis que, posteriormente, viria a escrever Um Lugar Chamado Notting Hill e dirigir o belo Simplesmente Amor (ambos também contando com Hugh Grant no elenco). O que mostra que, em tempos de tantas comédias românticas anódinas e intragáveis (como aquelas protagonizadas por Jennifer Aniston), Curtis deveria escrever mais roteiros e dirigir mais filmes do gênero. Só uma sugestão ;)

Quatro Casamentos e um Funeral tem todas as características que tornam uma comédia (ou dramédia) romântica agradável aos olhos do espectador: é leve, inteligente, sofisticada e obviamente divertida e romântica. Um bom filme para se assistir nos domingos ociosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário